Endometriose e Infertilidade

Endometriose: pesadelo das mulheres que querem engravidar

endometrioseA endometriose é o pesadelo de muitas mulheres no Brasil, e é a segunda colocada no ranking de doenças que causam a subfertilidade em mulheres, apenas atrás da Síndrome do Ovário Policístico, quando uma mulher é diagnosticada com endometriose, sua primeira ação normalmente é se desesperar e associar a doença a um câncer e pensar que nunca poderá ter filhos, oque não é verdade.

Primeiro, vamos começar falando sobre o que é e como ocorre a endometriose, antes de explicar sobre a endometriose, temos de falar sobre o endométrio, onde ocorre a implantação do embrião caso exista a gestação ou será simplesmente eliminado passando pelas trompas uterinas até o canal vaginal quando da menstruação, oque é um processo totalmente natural, a anormalidade acontece quando alguns pedaços do endométrio podem retornar pelas trompas uterinas e serem espalhados em regiões logo abaixo do útero, como a bexiga e o intestino, e esses pedaços do endométrio, chamados de focos de endométrio, irão se comportar como novos endométrios, ou seja, irão sangrar nas regiões onde estão alojados, e podem provocar outras consequências negativas, como por exemplo dores pélvicas, dor nas costas, dismenorreia, dispareunia e fadiga.

entenda-a-endometriose

A endometriose tem cura, diferentemente da Síndrome do Ovário Policístico, que é a doença campeã de infertilidade e pode aparecer em qualquer momento da vida fértil da mulher. Existe uma série padrão de exames para se proceder à investigação da endometriose, a qual segue a seguinte ordem: exame ginecológico, ultrassom e ressonância magnética.

focos-endometriosePara as mulheres que pretendem engravidar, deve-se saber que na maior parte dos casos a relação entre endometriose e gravidez não afeta diretamente as portadoras da doença, de forma que nesses casos a mulher não precisa recorrer a nenhum tratamento para engravidar, porém, já outras mulheres não conseguem engravidar de jeito nenhum com endometriose, e nos casos mais graves, só conseguem a gestação recorrendo ao tratamento cirúrgico ou por meio da fertilização in vitro.

A cirurgia padrão de endometriose é chamada de videolaparoscopia, onde ocorre a cauterização dos focos de endométrio, e em alguns casos mais severos, principalmente em casos de endometriose profunda, alguns órgãos podem ser danificados fazendo-se necessário também a sua retirada, como o útero, a bexiga ou os pedaços do intestino.